autoajuda financeira

Sob os mais variados disfarces, diferentes veículos e distintas carapuças, sempre há uma armadilha de autoajuda pronta a pegar um desavisado. A mídia, por exemplo, está repleta delas.

Recentemente o caderno de Economia do UOL estampou um bom péssimo exemplo em suas páginas: Como juntar R$ 1 milhão com R$ 360,00 por mês.


FinanceiraA manchete tem todas as características de autoajuda, na medida em que sugere que todo mundo pode ficar milionário no futuro, com uma pequena dose de sacrifício no presente.

Uma olhadela na matéria, no entanto, revela que a solução mágica não é tão mágica assim, nem é uma solução de verdade – já que o resultado pode ser bem diferente. Vejamos o que está por trás desta receita de felicidade:

PRAZO: você precisará de não menos do que 40 anos para atingir o seu objetivo. Um prazo um tanto elástico para um objetivo financeiro, independentemente de suas proporções;

PREMISSAS: o plano prevê o investimento em ações de grandes empresas, considerando um rendimento fixo de 0,60% por mês, comparados a 0,10% da Poupança e 0,20% para o Tesouro Direto; e

RISCOS: a conta considera que as ações escolhidas valorizar-se-ão por 480 meses consecutivos. Está certo que, no longo prazo, ganhos e perdas devem ser consideradas em conjunto, ou seja: ganhos de um mês compensam perdas anteriores – e vice-versa.  A taxa, ainda assim, é ilusoriamente otimista.

Pergunte-se, por exemplo, quais eram as grandes empresas de 40 anos atrás. E há 20 anos? E das que você investiria hoje, quantas existiam há 40 anos?

Em momento nenhum o especialista consultado lembra que o investimento em ações envolve riscos – e riscos altos! Este conveniente esquecimento não é compatível, pois, com alguém que faz aconselhamento de investimentos.

Sério, se você vai acertar 480 meses seguidos no mercado de ações, então não há porque contentar-se com apenas R$ 1 milhão. Você deveria, isto sim, estar num cassino.

Sugiro, então, que você pegue os R$ 360,00 do primeiro mês e faça um curso de matemática financeira. Além de ter um retorno garantido, você perceberá o tamanho desta mentira.

3 pensamentos em “autoajuda financeira”

  1. Nossa, até eu tinha achado uma boa ideia quando vi a legenda da foto… Se você não parar para pensar um pouco no assunto, cai como uma patinha mesmo!
    Obrigada pelo aviso.

  2. Sem contar com o fato de que em 40 anos a maioria destas empresas já terá quebrado. Então você tem que adivinhar todas e tirar o seu dinheiro no momento certo. Se você tiver esta habilidade e, mesmo assim só juntar R$ 1 milhão em 40 anos, você é muito trouxa!

  3. E além do mais… Daqui a 40 anos, será que estaremos vivos? Em condições de usufruir esse “um milhão”? É contar demais com o imponderável…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *