frases de
autoajuda

Se você veio até este blog atrás de uma mensagem de autoajuda, então você encontrou muito mais do que estava procurando. Se tudo correr bem, depois de ler algumas linhas deste blog você nunca mais vai querer ouvir falar em autoajuda.

Este espaço aqui é para você postar as frases de autoajuda que lê por aí. Aquelas baboseiras sem tamanho que prometem fama, fortuna e beleza sem esforço algum.

Escreva aqui as pérolas que você encontrar no Facebook (próóóóódigo nisso!), no Twitter, nos blogs dedicados ao tema e até nos livros que você lê. Se possível, cite a fonte e/ou o autor. Os leitores agradecem, antecipadamente, a sua participação!

desabafe!

Você já leu dezenas de livros de autoajuda e sua vida não mudou nem um tiquinho? Recebe frases de incentivos do seu blog preferido de autoajuda e continua almoçando no quilão mais barato? Conte aqui a sua história para que ela possa ajudar outras pessoas a sair desta ilusão.

Ou com você aconteceu o contrário e você acha que este blog é apenas fruto de um recalcado amargurado? Tanto melhor! Deixe aqui o seu depoimento para que ele também possa inspirar pessoas com a sua trajetória. Quem sabe eu não revejo um pouco os meus conceitos?

Qualquer que seja o seu caso, em meu nome e de meus leitores, agradeço antecipadamente a sua participação!

sobre

Sempre considerei autoajuda uma boçalidade. Esta coisa de “acredite e você conseguirá” não pode enganar além do terceiro neurônio. E esta é a frase mais leve que você lerá aqui sobre o tema. Se isso lhe incomoda, então boa sorte na sua vida, porque este blog não é para você.

Para quem gosta de autoajuda, este blog poderá servir como um alerta. Um alerta para o fato de você estar desperdiçando tempo, dinheiro e energia em algo que não lhe dará nada em troca.

Para quem já não gosta de autoajuda, será a confirmação de antigas desconfianças – além de fonte para algumas ótimas risadas.

Mas acima de tudo, este é um blog sério. Eu não faço piadas com autoajuda – a menos que você comece.

E mesmo que o tom do blog pareça agressivo demais, ou sarcástico ou ácido demais, em cada texto você terá a chance de ver um outro ponto de vista, de enxergar uma situação de um ângulo diferente, de aprender algo novo – ao contrário dos livros de autoajuda, que repetem sempre a mesma ladainha.

Minha sugestão é que você faça o uso que quiser desta chance. Você pode achar que o que eu digo é a mais pura besteira. Que eu apenas tenho inveja de quem escreve autoajuda e vende livros aos milhões. Ou que, no fundo, as críticas que faço têm um fundo de razão. Ou não. Boa sorte!