demagogia corporativa

DemagogiaImagine que você está indo fazer uma entrevista de emprego em uma grande empresa e, ao passar pela recepção, depara-se com uma pessoa em um terno impecável, varrendo o chão com aquele belíssimo esfregão amarelo e um balde com desinfetante.

Curioso com a cena, você pergunta ao entrevistador quem era aquele senhor.

– É o nosso CEO, responde ele. Ele acredita que liderar é por a mão na massa.

Esta é a essência do quê está retratado na imagem ao lado. E se você continua achando que trabalhar nesta empresa pode ser uma boa ideia, é bom você repensar quais são os valores ilustrados pela cena.

Continue lendo “demagogia corporativa”

tudo dá certo no final?

Uma das frases mais repetidas nos manuais de autoajuda é:

TUDO DÁ CERTO NO FINAL. SE NÃO DEU CERTO,
É PORQUE AINDA NÃO CHEGOU NO FINAL.

A sentença representa um conselho de valor inestimável e de enorme utilidade – desde que você seja imortal.

Continue lendo “tudo dá certo no final?”

indo além da crítica

O autoatrapalha não veio apenas para fazer uma crítica e ir embora, deixando os corpos pelo caminho. Como já disse antes, a autoajuda até tem a sua utilidade, que é reforçar o seu desejo de conseguir algo na vida (se você não quer nada na vida, o que está fazendo aqui?).

O problema deste discurso é que ele não te leva à ação, necessariamente. Via de regra, os livros de autoajuda dizem que você tem tudo para ser um sucesso e que, para isto, basta você acreditar, pensar positivo, adorar o que vê no espelho blá, blá, blá…

Continue lendo “indo além da crítica”

autoestima e realidade

Livros de autoajuda vendem aos milhões, ao passo que casos de sucesso* são bem menos frequentes. Este simples descasamento já representa, por si só, um indício de que há algo errado nesta história.

Por que você dá ouvidos a uma fórmula que, visivelmente, não funciona? Afinal de contas, se todos os seus amigos já leram esses livros – e ninguém mudou de vida por causa disso – por que você acha que logo com você será diferente?

Uma das explicações é que temos a tendência de nos avaliar sob uma lente mais positiva do que a realidade aconselharia. Nossa autoestima sugere que somos mais espertos, mais bonitos e mais habilidosos.

Continue lendo “autoestima e realidade”

sonhos que ajudam e atrapalham

Mesmo os que não gostam de autoajuda concordam que nesta corrente de pensamento há, ao menos, uma saudável dose de otimismo. Tendo a concordar com isto, desde que o otimismo não se transforme numa histeria coletiva, em que todo mundo acha que vai realizar seus mais selvagens sonhos.

Sonhos podem ser poderosas ferramentas motivacionais, ao colocar um objetivo à nossa frente para nos dar ânimo para seguir adiante.

Seja um carro novo, um emprego melhor ou uma casa maior, ter uma meta significa quantificar seus desejos e determinar um norte para seus esforços. Mas seus sonhos precisam, ainda assim, ter uma boa dose de realidade.

Continue lendo “sonhos que ajudam e atrapalham”

o que é autoatrapalha?

O autoatrapalha foi uma ideia que surgiu no meu outro blog, o Não Posso Evitar…, numa das minhas inúmeras críticas à autoajuda.

A autoajuda é uma doutrina que prega que o nosso destino está em nossas mãos, que o sucesso é uma questão de vontade, que a felicidade reside em você mesmo.

Não discuto nada disso, porque realmente acredito que somos os atores principais de nossas histórias individuais. Enquanto enredo, a autoajuda está perfeita. O problema, meus caros, está nos atores. Em mim e em você.

Continue lendo “o que é autoatrapalha?”